Funcionalismo



Págs. 55
  • Principais autores do funcionalismo: Harold Lasswell e Paul Lazarsfeld.
  • Conceito norteador da teoria: função - refere-se à contribuição dada por uma determinada forma de atividade repetitiva em termos de conservar a estabilidade ou equilíbrio da sociedade.
  • Assim, analisa os processos sociais como sistemas que trabalham para manter o funcionamento da sociedade.
  • Segundo a teoria, a comunicação social é um elemento fundamental ao sistema, pois a função de cada uma das partes de um sistema é manter o todo, para que isto aconteça é necessário que as partes troquem informações, se relacionem em vários níveis, de forma a aumentar a cooperação. 
Págs. 56

  • As mídias encaixam-se como elementos essenciais das democracias modernas para a regulamentação social, uma vez que, nas sociedades democráticas, as escolhas racionais dependem do acesso à informação e do permanente esclarecimento do público.
Págs. 57

  • Para os pesquisadores funcionalistas: a questão é as funções da comunicação na sociedade. A problemática dos meios de comunicação passa a ser analisada do ponto de vista de seu equilíbrio, da perspectiva do sistema social no seu conjunto. 
Págs. 59

  • O funcionalismo redimensiona a capacidade indiscriminada dos meios de comunicação para manipular o público, especificando a complexidade dos fatores que intervêm para provocar uma resposta ao estímulo.
  • O processo da comunicação passa a ser visto como algo estruturado socialmente. Emissor e receptor são analisados como membros do grupo social em que vivem. Esses grupos sociais condicionam a produção e a recepção das mensagem, interferindo na interpretação dos conteúdos. Perde força a ideia de que a comunicação é processo puro de persuasão, e ela passa a ser entendida como um processo de influência recíproca, condicionada pela realidade dos grupos sociais onde ocorre. 


Postagens mais visitadas deste blog

#todoscontraPEC241

Avaliação: O acontecimento da Greve Geral

Dica de leitura: MORAES, Ângela; SIGNATES, Luiz(ORG.) Cidadania comunicacional: teoria, epistemologia e pesquisa, Goiânia: Gráfica UFG, 2016.