Postagens

Goiás tem saldo positivo na geração de emprego em outubro 2019

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, do Ministério da Economia, divulgados ontem (21), colocam Goiás como destaque na geração de emprego em outubro de 2019, com a criação de 512 empregos celetistas, o que representou um crescimento anual de 3,42%, ou seja, +41.548 novos postos de trabalho gerados.  Os setores de atividade que mais contribuíram para este resultado foram Comércio (+1.481 postos), Construção Civil (+379 postos), Serviços (+851 postos).             Desde 2010 goiás não apresentava saldo positivo na evolução da geração de emprego no mês de outubro. Em 2018, ocorreu uma redução de -3.565 postos, porém a maior redução aconteceu em 2016 com -10.315 extintas.             O saldo negativo de outubro de 2019 ficou com a Indústria de Transformação (-1.791 postos), Agropecuária (-326 postos) e Extração Mineral (-57).             Segundo a Superintendente Regional do Trabalho em Goiás – em exercício, Sebastiana Oliveira Batista, vale ressaltar que a …

Ministério da economia, por meio da Superintendência Regional do Trabalho em Goiás

Imagem

FISCALIZAÇÃO DO TRABALHO X MEDIDA PROVISÓRIA N. 905

Imagem
Multas trabalhistas mais severas, a partir de fevereiro de 2020 A Superintendência Regional do Trabalho em Goiás atuará na fiscalização do cumprimento da MP n. º 905
O Ministério da Economia, por meio da Superintendência Regional do Trabalho em Goiás (SRTb-GO) esclarece a população que a Medida Provisória n. º 905, publicada no último dia 11, altera o valor de algumas multas administrativas e começará a valer em noventa dias, a contar da data em que foi divulgada. O fundamento para tal legislação é impulsionar a geração do emprego e promover a proteção do trabalho. O contrato de Trabalho Verde e Amarelo significa uma resposta do Governo Federal ao mercado de trabalho, cuja tendência atual é de subutilização da mão-de-obra jovem, com a consequente elevação da informalidade. Trata-se de jovens que possuem menor escolarização e salário. Os dados são da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) 2018, do Ministério da Economia, que divulgou o Estoque de Empregos Formais na faixa etária de …

O PAPEL DO JORNALISMO

Imagem
O bom jornal impresso não morrerá nunca. Apesar, do avanço e aceleração da informação via internet, bem como da adaptação do jornal aos meios digitais, o que o manterá vivo será a sensação de tocar as páginas e sorrir quando nos encantar. Parto da premissa que o jornal impresso não acabará devido aos bons profissionais do jornalismo. Digo isto, porque tenho o registro de jornalista, uma vez que sou escritora, sempre escrevi. Também, uma medida judicial me permitiu exercer a profissão legalmente. Mas, sou totalmente contra esta prática. Acredito que valores éticos, morais, respeito com a veracidade da informação, a checagem dos fatos, a preocupação com os personagens, tudo isso precisa ser tratado de forma profissional, nunca por amadores. Este momento, este “agora” no espaço e no tempo assusta porque lidamos com informações demais. Daí as pessoas ficarem tontas, angustiadas e começarem a agir de forma desorientadas. Hoje, ao ler a edição de 28 de agosto de 2019, deste conceituado jornal…

Educador Espanhol visitou comunidade de risco em Goiânia

Imagem
Alunos do nono ano e professor Barrientos ao centro (camisa verde)

             A Universidade Federal de Goiás acompanhou a visita do Prof. Dr. José Barrientos-Rastrojo, da Universidade de Sevilla (Espanha), em escolas de comunidade de risco de Goiânia-GO, no período de 19 a 24 de agosto de 2019, para desenvolver oficinas com crianças e jovens, buscando observar a realidade goianiense e a capacidade de pensamento crítico e criativo dos alunos. Barrientos-Rastrojo é consultor internacional do Grupo de Estudos e Pesquisas em Filosofia para Crianças e Adolescentes, coordenado pelo Prof. Dr. Wilson Alves de Paiva da Faculdade de Educação. Segundo Barrientos-Rastrojo, o conhecimento não pode ser algo que alguém adquire do mundo exterior de forma pronta e acabada. Mas, pelo contrário o conhecimento é a combinação do entrelaçamento de coisas que são transmudadas, transformadas e geradas internamente no individual de forma autossuficiente. Ou seja, diante das informações e experiências vivida…

A importância da filosofia na educação

Imagem
A importância da filosofia na educaçãoCriada em 21/08/19 12:33. Atualizada em 21/08/19 13:36. Professor da Universidade de Sevilha, na Espanha, discutiu o papel da filosofia na emancipação do pensamento Letícia Santos A Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás, realizou na última segunda-feira (19/08), a palestra “A filosofia e a educação em comunidades de risco”. A discussão fez parte de diversas oficinas criativas, ministradas por José Barrientos-Rastrojo, professor e pesquisador da Universidade de Sevilha, na Espanha. Em sua apresentação, o professor buscou caracterizar os processos de exclusão social. Para isso, José se referiu ao termo “reconhecimento”, como uma etapa na qual as pessoas conseguem dar um rosto, uma face a outras pessoas. Ele explicou que quando certos grupos de pessoas não são reconhecidos, correm o risco de exclusão social. Para exemplificar sua definição, o professor citou o processo de reconhecimento de mulheres escritoras na Filosofia. “A Filosofi…

Diego Bertoldo representa Goiás na XIX ICPIC Biennial Conference 2019

Imagem
O Grupo de Estudos e Pesquisas em Filosofia para Crianças e Adolescentes NEPEFE/FE/UFG foi representado pelo integrante Diego Bertoldo (foto) na XIX ICPIC - Biennial Conference 2019 - Philosophy for/with Children and the Citizen-Agent, Bogotá, Colômbia | 24 a 26 de julho de 2019 | Corporação Universitária Minuto de Dios. 
No evento houve a participação da África do sul, da Alemanha, da Espanha, dos Estados unidos, do Canadá, de Portugal, entre outros.  Quanto aos representantes do Brasil o destaque ficou com Walter Kohan Pós-Doutor em Filosofia pela Universidade de Paris. Professor titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), que na oportunidade realizou a doação de 5 (cinco) livros para o GEP de Goiás. Segundo Bertoldo o professor Kohan enriqueceu o evento com "sua expertise nos sentidos produzidos pela escola e alfabetização das emoções" afirmou Diego. 


Por: Elizabeth Venâncio - Goiânia 29/7/2019