Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

COTIDIANO

Imagem
Acordar às 6 horas.
Tomar café...
Tecendo diferenças no sonho do igual. 
Se tudo está em oscilação, por que sinto a constância eterna?
Nenhum lápis laranja é o mesmo.
Inimaginável será então o azul do céu?
Insonhável a dupla percepção.
Perseguida, acuada,  intimidada, durante  toda a existência. Perceber ou não?
Insustentável imperfeição.
Nenhum lápis laranja é o mesmo. 
 Imperceptíveis aos olhos.
Todos os lápis são iguais. Ilusão da alma.
... Ufa! que tantas palavras com “I”.



Percepção: Massacre em “Charlie Hebdo” uma violência simbólica contra a humanidade

Massacre em “Charlie Hebdo” uma violência simbólica contra a humanidade

Imagem
Violência simbólica contra a humanidade deve ser a definição para o ataque à revista “Charlie Hebdo”, na manhã de quarta-feira (7), momento em que atiradores invadiram e mataram 12 pessoas e deixaram 11 feridas, quatro delas em estado grave.             O número de seres humanos que perderam a vida nestes segundos de terror é, proporcionalmente, insignificante em relação a tantas outras barbáries cometida em nome da fé. Contudo, simbolicamente é como se cada pessoa do planeta fosse atingida naquilo que lhe é mais caro: o direito de disser o que pensa, de discordar a respeito de algo. Diante do policial que implora pela própria vida, o ato impiedoso do terrorista que brutalmente o aniquila. A mensagem é forte demais para ser silenciada, emudecida, esquecida ou suprimida da história, pois anuncia: “Não existe possibilidade de diálogo”.             É imperativo repudiar veementemente atitudes como esta que representa não só intolerância, mas, sobretudo, desrespeito com todos o…