Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

POEMA: Liberdade para o céu

Imagem
Queria falar de respeito, mas o céu estava azul como nunca havia visto
Meus pensamentos se perderam - Será um novo céu? Não acredito no novo, se fosse novo deveria ter outro nome O nome das coisas são prisões! O nome das coisas são gaiolas! O nome das coisas são jaulas! Microfísica da estabilidade, enquanto o caos governa. Queria saber como funciona as palavras, as relações que se formam A produção de sentidos do que parece sempre sem sentido O céu mesmo diferente continua lá Pois, as coisas do mundo estão contidas nas palavras, não são nem coisas, nem palavras Insustentável confusão, por certo os sentimentos estão, também, confusos O que a razão não explica é esse azul do céu
O que as palavras não fazem é libertá-lo Liberdade para o céu!! clamam insinceras as palavras.
Autora: Elizabeth Venâncio