O querer do coração.


Depois de um tempo a gente aprende que realmente é uma ilha, cercada de sentimentos por todos os lados. E que muitas vezes falamos do outro, enquanto agimos da mesma forma. Se alguém me perguntasse se gosto de ser assim. Diria, para mim tudo bem, mas quando tenho de convencer outra ilha de que ela está no caminho errado, surge à impotência. Sim, temos um problema grande, inenarrável e cruel, porque nenhum argumento da razão será útil, quando o que inunda é o sentimento, as sensações, o querer do coração.
De nada adianta conhecer conceitos de ética, moral, justiça, justeza de caráter, se no fundo os sentimentos de passar a perna no outro, de levar vantagens e de conseguir sempre lucro faz o coração bater mais forte.
O dia que o sentimento da paixão estiver interligado a conduta moral e ética correta, então neste dia um justo abrirá um enorme sorriso de contentamento.

Postagens mais visitadas deste blog

#todoscontraPEC241

Avaliação: O acontecimento da Greve Geral