Negro buraco

Será?
Buraco negro, negro caco.
No centro da Via Láctea.
Será que já sabia?
Adentrar o medo.
Negro buraco, estilhaço.
Será que já sabia?
Alvitre do aniquilamento.
Mesclando a vida, sacudindo-a.
Será que já sabia?
Que aspiro ao sol.
Flamejando, resplandecente no meu horizonte.
Um além, negro.
Outro próximo, fulgor.
Bem e mal orbitando em mim.
Será que já sabia?
De tuas energias, brincando... Brincando de me confundir.

Postagens mais visitadas deste blog

POESIA: Minha mãe

Avaliação: O acontecimento da Greve Geral

Os sentidos da qualificação de mestrado