Para que tanto lufa-lufa, minha filha, cochicha o coração.


Viver é tudo, mesmo na confusão.
Digo: Que almejo de mim!
Peregrinar,  a cada passo da melhor forma.

Os patos voam para o sul.
As pessoas para todos os lugares.
São livres os seres humanos para sonhar,
também,  para realizar.

O ventilador sossega o calor:
D´alma irrequieta.
Para que tanto lufa-lufa, minha filha, cochicha o coração.
Acompanho a calçada arborizada da rua 132, apreciando o outro,

que não compreendo.

Postagens mais visitadas deste blog

#todoscontraPEC241

Avaliação: O acontecimento da Greve Geral

Dica de leitura: MORAES, Ângela; SIGNATES, Luiz(ORG.) Cidadania comunicacional: teoria, epistemologia e pesquisa, Goiânia: Gráfica UFG, 2016.