Como deixa-las falar?



É bizarro desejar algo ardentemente


e não ter a graça divina para alcança-la.

De onde virá o anseio?

O gosto doce do encontro com as letras.

A palavra no papel.



Precariedade de aptidão.

Histórias presas em mim.

Querendo ganhar vida.

Viver amores, tragédias...

Como deixa-las falar?






Postagens mais visitadas deste blog

Paradigma Funcionalista Pragmático - Escola de Chicago

Entrevista com Muniz Sodré no II Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Socias