CRIANÇAS TRABALHANDO!

O sol queimou-me.
Tão devagarzinho...
Dia sim, outro também.
As mãos tarimbadas.
Tão devagarzinho...
Dia sim, outro também.
A idade pouca, as tarefas opulentas
Dia sim, outro também.
Abdiquei da escola.
Antes do B – A, BA.
Só durei por ganha-pão.
Dia sim, outro também.
Dinheiro escasso, dores abastadas.
Arroz e feijão.
Dia sim, outro também.

Postagens mais visitadas deste blog

POESIA: Minha mãe

Avaliação: O acontecimento da Greve Geral

Os sentidos da qualificação de mestrado